Estou numa festa, vestida de branco. Tento cantar, mas não sai voz alguma. Você tenta me ensinar uma melodia no piano, mas não sei tocar. Um piano de quilômetros. Estou entediada e de repente você aparece vestido de Elvis, aquele macacão branco, com pedras coloridas. Você usa seu poder de roupa de Elvis, aponta para o piano e o faz tocar como uma orquestra inteira. Já me tira para dançar e de repente estamos flutuando pelo supermercado. Fazemos travessuras com todas aquelas mercadorias mais importantes que as outras, que ficam guardadas sob uma fechadura. Chamam a segurança e você era o segurança. Fim.